Perguntas Frequentes

  1. Recebi um piso com defeito e gostaria de registrar uma reclamação, como faço?

    Resposta: Gentileza enviar a NF do produto, comprovante de residência, telefones e descrição do defeito para o e-mail sac@incenor.com.br

  2. Existe um prazo para registrar reclamações?

    Resposta: Resposta: A Lei n. 8.078/90, de 11/09/1990 (Código de Defesa do Consumidor) define duas situações distintas:

    • Defeitos aparentes: podem ser reclamados até 90 dias após a compra, portanto guarde bem a sua nota fiscal;
    • Defeitos ocultos: são aqueles que aparecem apenas após o uso, e devem ser reclamados assim que aparecem.

  3. Após abertura da reclamação, em quanto tempo serei atendido?

    Resposta: A Lei n. 8.078/90, Art. 18 de 11/09/1990 (Código de Defesa do Consumidor) define o prazo máximo de trinta dias para que possamos apresentar um parecer a nossos consumidores, para isso precisamos da visita de um dos nossos técnicos/representantes para colher amostras, fotos e dados para o relatório, porém a nossa meta é atender o mais rápido possível.

  4. Produtos tipo A podem apresentar defeitos?

    Resposta: De acordo com a Norma NBR13818, permite-se, no máximo, 5 % de peças com defeitos.

  5. O que é eflorescência?

    Resposta: São depósitos de sais que se formam sobre a superfície do concreto, argamassas, tijolos, cerâmicas, pedras e outros materiais porosos, que alteram a estética dos acabamentos. As eflorescências formam-se por meio da dissolução pelas águas de infiltrações dos sais (hidróxido de cálcio, principalmente) do cimento e cal. Quando a água evapora, no caso dos pisos e revestimentos que são através do rejunte, deposita estes sais na superfície e deixa o produto manchado. Fatores externos que contribuem: quantidade de água, tempo de contato, elevação de temperatura e porosidade do material.

  6. Comprei um determinado produto há algum tempo atrás e gostaria de comprar mais, onde posso encontra-lo na minha região?

    Resposta: Por gentileza, envie um email para o sac@incenor.com.br informando a referência ou uma foto do produto para que possamos localizar a loja mais próxima de você que tenha-o em estoque, ou se por ventura o mesmo saiu de linha.

  7. A que devo atentar-me quando for comprar um complemento para obra?

    Resposta: Os principais fatores são a bitola e a tonalidade do produto, o complemento deve pertencer ao mesmo lote da compra anterior para não apresentar diferenças futuramente.

  8. Que tipo de cuidado devo ter com pisos que possuem o esmalte brilhante?

    Resposta: Os esmaltes brilhantes são suscetíveis a sofrerem riscos caso o produto tenha uma manutenção inadequada, para protegê-lo desta eventualidade, indicamos que evite o arraste de objetos sobre a superfície esmaltada, proteja os ambientes utilizando dispositivos para limpeza do solado de calçados, como capachos, para também evitar danos provenientes de areia, que é um material bastante abundante no meio ambiente e também é capaz de causar riscos.

  9. Produtos tipo A também podem sofrer lascamentos?

    Resposta: Sim, é algo que não está ligado a qualidade da cerâmica, e sim a certos cuidados que devemos ter com os produtos, como evitar a queda frequente de objetos pesados ou pontiagudos, inclusive utilizando tapetes ou carpetes próximos a locais críticos como pias, geladeiras e armários, que auxiliam amortizando o impacto sobre a placa cerâmica, pois o esmalte nada mais é do que uma superfície vítrea (vidro) que necessita certos cuidados.

  10. O que é PEI?

    Resposta: O PEI dos produtos Incenor que vai de 2 à 5, é uma característica que auxiliará a durabilidade do revestimento cerâmico. É a classificação da superfície esmaltada, de acordo com a quantidade de tráfego que ela irá receber (resistência ao desgaste), quanto maior o PEI, maior será a resistência, portanto o PEI não é apenas sinônimo de qualidade, mas sim a escolha adequada do produto versus o seu local de aplicação e ao uso que será proposto, alinhado por uma manutenção correta.